PT

 |

EN

MANZWINE

 

  • A HISTÓRIA

    A família Manz mudou-se para a pacata vila de Cheleiros, Oeste de Portugal, em 2004 e rapidamente se apaixonou pelas gentes e pelo local.

    O passado vitivinícola da região, de paisagem campestre e costumes perdidos, depressa cativou André Manz que,

    com o auxílio e conselhos dos locais, decidiu experimentar produzir vinho para consumo próprio.

     

    Praticamente esquecidas no pomar adquirido, repleto de uva tinta Castelões, existiam cerca de 200 cepas de uva branca,

    de uma casta que nem os jovens enólogos envolvidos no projeto conseguiam identificar.

    Descoberta a sua origem e nome – Jampal – André foi desaconselhado a prosseguir com a sua produção.

     

    Os motivos residiam na restante oferta, em abundância, e na fraca rentabilidade em larga escala de Jampal – motivo pelo qual estava quase extinta no país.

    Mas o objetivo do produtor estreante não seria o de produzir em quantidade: “Eu não quero fazer muito vinho, quero fazer bom vinho”, explicou.

    O resultado foi surpreendente: o seu vinho era diferente de tudo o que se havia provado até então, constituindo uma oportunidade de negócio inesperada

    e o mote para a produção de outras castas portuguesas tintas mais antigas, assim como para a exploração de vinhas nas regiões nobres do Alto Douro e Palmela.

  • O CONCEITO

     

    A Manzwine nasce assente na mesma filosofia que conduziu à aposta em Jampal: o seu valor máximo é a qualidade.

    O conceito aproxima-a, assim, de uma boutique de vinhos, feitos com paixão e resultado de sonhos antigos, ricos nos aromas e aveludados no sabor.

    Com 9 rótulos distintos, a Manzwine exporta hoje para vários países, da Polónia e Dinamarca a Singapura ou ao Brasil, fãs incondicionais da marca.

  • A MISSÃO

     

    O projeto Manzwine tem início com a recuperação de uma casta, embora logo evolua para o desejo de restauro

    e redescoberta de uma região que continua a transportar os visitantes para outra época, em que o vinho era protagonista.

    A recuperação da tradição e vigor de Cheleiros norteiam a missão da produtora vinícola, que hoje já não se dissocia da sua vertente de enoturismo.

    A pouco mais de 20 minutos de Lisboa, a Manzwine oferece aos amantes da área uma experiência única e completa, não existindo nada igual tão perto da capital.

    O seu investimento começou no Largo da Praça: a Antiga Escola Primária, outrora abandonada, é agora o Lugar do Vinho,

    a adega que centraliza toda a produção de Jampal. Também o Lagar Antigo acolhe a loja da Manzwine, numa exposição permanente de artefactos de outros tempos

    a que os locais apelidaram de Museu. O espaço é aberto ao público, todos os dias, regado com provas de vinhos previamente agendadas e visitas às vinhas

    e Ponte Romana, percursora do logotipo da marca.

     

    Saiba mais sobre o projeto de enoturismo aqui.

  • JAMPAL

     

    De acordo com o Instituto Nacional de Investigação Agrária Português,

    a Manzwine é o único produtor em Portugal com uma vinha certificada desta casta.

     

    É também o primeiro do mundo com um vinho monocasta Jampal (Dona Fátima).

    O vinho carateriza-se por uma sensação amanteigada e sabor frutado,

    mas essencialmente pela boa acidez que explica a escolha do seu rótulo:

    Fátima é também o nome da sogra do produtor, que quis brincar com a toponímia.

     

    Numa seleção com mais de 1200 vinhos, para os 50 Great Portuguese Wine 2010, Julia Harding,

    especialista inglesa e crítica de vinho reconhecida em todo o globo, elegeu Dona Fátima para o seu TOP.

     

MANZWINE

A Manzwine é uma produtora de vinhos premium que nasce da redescoberta de uma casta, de uma história e de anos de tradição.

Com loja boutique em Cheleiros, a produtora vinícola tem conquistado os paladares mais apurados de críticos internacionais de renome, exportando atualmente para vários países, da Polónia à Dinamarca ou Singapura e Brasil.

Com 9 rótulos, a Manzwine centra a sua produção na pitoresca vila de Mafra, que origina os inconfundíveis Vinhos Regionais de Lisboa que detém, como o único monocasta Jampal em todo o mundo. O portfólio é ainda enriquecido com vinhos do Alto Douro Vinhateiro e da Península de Setúbal.

Feitos com paixão e resultado de sonhos antigos, os vinhos Manzwine são ricos nos aromas e aveludados no sabor.

® MANZWINE                                                                                                         LAGAR ANTIGO | LARGO DA PRAÇA, Nº8 - A | 2640-160 CHELEIROS | PORTUGAL | TEL. (+351) 21 927 94 68 | TM (+351) 91 280 10 66 |  INFO@MANZWINE.COM

REGIÃO LISBOA

DOURO

PENÍNSULA SETÚBAL

BLEND